logo gsc

Blog Caetano

Guerin junta-se às celebrações dos 25 anos da Associação CAIS

A conhecida Associação CAIS, que promove a integração social de pessoas em situação de pobreza e/ou exclusão social, celebra ao longo deste ano as suas bodas de prata. Para marcar os 25 anos, recheados de histórias de homens e de mulheres em situações vulneráveis, a CAIS convidou vários artistas urbanos para se juntarem aos festejos, através de uma exposição única, intitulada de CAIS Urbana, e a Guerin não podia ficar de fora.

25 anos, 25 obras de arte

Ao longo dos anos, a CAIS consolidou a sua posição enquanto entidade de acompanhamento à comunidade, permitindo-lhes formações adequadas para o seu regresso ao trabalho e ajudando as pessoas a recuperar o seu lugar na sociedade, com o lema de “ninguém é excluído, onde todos contam“. Já são mais de 600 pessoas a usufruir desta ajuda preciosa da CAIS e tal como a CAIS marca os dias de cada pessoa com quem lida, a Guerin fez questão de deixar o seu nome marcado na história da CAIS.

Para celebrar este marco, foi criado o programa «25 Anos Onde Todos Contam», que prevê um conjunto de acções/iniciativas que irão ocorrer ao longo do ano de 2019. Neste enquadramento, a CAIS, em parceria com a Mistaker Maker, desafiou 25 dos principais artistas portugueses de Arte Urbana a criarem 25 peças, agora expostas em 25 locais, entre Lisboa, Porto, Almada e Coimbra.

Entre as peças destes 25 artistas, encontra-se o prestigiado trabalho de Vhils, AkaCorleone, Mário Belém, Halfstudio, ±MaisMenos±, Tiago Galo, Tamara Alves, entre outros, que receberam o mesmo desafio: transformar uma caixa de MDF de 10 mm, com 70 cm de largura, 100 cm de altura e 20 cm de profundidade, numa verdadeira peça de arte, únicas.

A Guerin tem o gosto de receber na sua estação, de Passos Manuel no Porto, a peça intitulada de “Simple as Love or Hate”, criada pelo artista MOSAIK. O artista é conhecido pelos seus grafittis, tendo já colaborado com marcas como DC, Nike, Adidas, Vans, Carhartt, Citroen, Nissan, RedBull, entre outras.

Todas as peças estarão expostas até novembro, concluindo-se a iniciativa, com a licitação, em leilão, cujo valor angariado reverterá para os projetos e atividades da CAIS.