logo gsc

Blog Caetano

Como escrever uma carta de motivação?

Sabemos que por trás de certas candidaturas, muitas vezes há razões genuínas e uma vontade imensa em ser a pessoa escolhida para determinado local e determinada posição. E, por vezes, pode ser difícil colocar esse desejo em palavras… Nós entendemos! Por essa razão, hoje vamos partilhar algumas orientações de como podes escrever uma carta de motivação.

Mas o que é uma carta de motivação?

Uma carta de motivação, ou carta motivacional, é um documento que menciona detalhadamente as habilidades profissionais e as razões que levaram a pessoa a candidatar-se a determinada posição.

Ao escreveres bem uma carta de motivação pode destacar-te no processo de recrutamento. Uma carta de motivação pode transparecer aos recrutadores mais vontade do candidato fazer parte da empresa.

As cartas de motivação costumam ser mais utilizadas nas candidaturas a estágio, sendo que as cartas de apresentação são mais comuns nas candidaturas a emprego. No entanto, ambas são válidas em qualquer tipo de candidatura. Sabe mais sobre cartas de apresentação para emprego.

A carta de motivação acaba por ser um complemento ao currículo. Sendo que o currículo resume os factos, como a formação educacional e experiências de trabalho, e a carta de motivação permite que partilhes um pouco mais sobre a tua personalidade. Assim sendo, é importante que a carta de motivação apoie e complemente o currículo, enfatizando informações relevantes.

Como é que deve ser a estrutura da carta de motivação?

Uma carta de motivação deve ser simples, direta e no máximo uma página A4.

No que toca à estrutura de uma carta de motivação, podes escolher entre as seguintes:

– Três parágrafos principais: introdução, corpo e conclusão.
– Cinco a sete parágrafos: nesta estrutura divide-se o parágrafo do corpo principal em parágrafos menores, com uma a três frases.

De seguida, deixamos algumas dicas importantes de como escrever uma carta de motivação.

Dicas de como escrever uma carta de motivação:

– Antes de começares a escrever uma carta de motivação, certifica-te que tens informação suficiente e pertinente para partilhar. Não escrevas uma carta de motivação se não acrescentará nada de novo ao teu processo de recrutamento.
– Usa frases curtas e vai direto ao assunto
– Verifica o nome e o cargo do recetor da carta de motivação
– Certifica-te que a tua carta de motivação não contém erros ortográficos
– Evita palavras negativas
– A carta de motivação deve estar alinhada com o currículo, mas evita repetições. Por exemplo, no currículo podes mencionar aspetos que na carta de motivação pode aprofundar.
– Escreve de maneira convincente, mas não intrusiva.
Personaliza a tua carta de motivação para cada candidatura que fizeres
– Fala sobre os teus objetivos profissionais, o queres fazer e onde pretendes chegar.
– Menciona os teus pontos fortes a nível técnico e pessoal
– Demonstra conhecimento da organização e partilha as razões pelas quais queres fazer parte dela
– Diz sempre a verdade
– Faz referência a um episódio profissional bem-sucedido, que faça sentido para a vaga à qual te candidatas.

Resumindo, a melhor dica que podemos dar é que deves escrever uma carta de motivação com o coração. Se queres realmente fazer parte de determinada empresa, a carta de motivação serve para expressar o que sentes em relação à mesma, para provar de alguma forma que és a pessoa certa para fazer parte da equipa. Não é preciso mentir ou inventar, é preciso escrever com verdade e demonstrar que queres viver, aprender e trabalhar com entusiasmo e dedicação.

Na Salvador Caetano valorizamos competências humanas e gostamos de pessoas que queiram viver a nossa cultura. Se sentes que queres fazer parte da nossa família, envia-nos a tua candidatura.