logo gsc

Blog Caetano

O que a ergonomia no trabalho pode fazer por si

Passa várias horas do dia em frente ao computador, sentado à secretária, ou (no pior dos cenários) trabalha no sofá ou na cama? Se sim, continue a ler e conheça o conceito de ergonomia e o impacto que esta pode ter no seu desempenho no trabalho.

Colaboradores saudáveis são, consequentemente, mais felizes e produtivos. E a ergonomia no trabalho é um fator decisivo para a saúde dos trabalhadores. Para além de harmonizar o ambiente laboral e manter a saúde, a ergonomia no trabalho pode contribuir para o sucesso e rentabilidade de uma empresa. É certo que já deve ter ouvido falar deste tema, mas será que o aplica no dia a dia?

Com o elevado número de horas que passamos sentados à frente de um ecrã, o nosso corpo começa a refletir as consequências desse tempo. É aqui que entra a ergonomia, como uma prática eficaz e que requer simples mudanças no seu dia de trabalho.

O impacto da ergonomia no trabalho é imenso e influencia desde a produtividade ao bem-estar de cada Colaborador. Para descobrir o seu impacto nas atividades laborais, precisamos de conhecer bem o conceito de ergonomia.

O que é Ergonomia?

Conhecida como o estudo da relação entre o Homem e o trabalho, a Ergonomia pretende integrar as condições de trabalho, as limitações físicas e psicológicas do trabalhador e a sua eficácia e produtividade.

Através de técnicas para simplificar e tornar mais confortáveis algumas atividades diárias, a ergonomia permite o bem-estar e a comodidade durante dia de trabalho. O foco principal desta ciência é melhorar a qualidade de vida e prevenir doenças associadas a posturas incorretas por longos períodos de tempo e esforço constante.

A ergonomia no trabalho é igualmente importante em casa ou no escritório. No entanto, ao trabalhar em casa as deslocações durante o dia são praticamente nulas. Da cozinha, até à sala, do quarto ao escritório e pouco mais. Esta ausência de movimento traz consequências graves ao nosso corpo e à nossa prestação no trabalho. Através da ergonomia aplicam-se diferentes técnicas que, a curto e a longo prazo, influenciam a postura e a relação das Pessoas com o trabalho, reduzindo a probabilidade de desenvolver problemas de saúde graves. 

O objetivo da ergonomia é simples: promover exercícios e métodos de prevenção para proteger a saúde e bem-estar dos trabalhadores. Acima de tudo, a ergonomia no trabalho é uma grande aliada à sua saúde.

Qual o impacto da ergonomia no trabalho?

Agora que o conceito de ergonomia ficou claro, é importante conhecer o poder que a aplicação da ergonomia pode ter numa empresa e nos seus Colaboradores. Ergonomia no trabalho consiste na adaptação do espaço às necessidades de cada trabalhador, de modo a proporcionar conforto e prevenir doenças profissionais. Cada Colaborador é único e, por isso, o ajuste deve ser feito individualmente, de forma personalizada.

Aplicando medidas de correção de postura e potenciando um ambiente agradável e ergonómico, a qualidade de vida dos trabalhadores será, obviamente, superior. No entanto, as empresas devem, ainda, desenvolver ações conjuntas que beneficiem os Colaboradores e sensibilizar as Pessoas para a importância da ergonomia.

Para além de estimular a saúde dos Colaboradores, em contexto administrativo, a ergonomia no trabalho está fortemente relacionada com a redução do número de acidentes em contexto laboral. Quando as empresas apostam na formação e sensibilização das Pessoas para a importância da ergonomia e formas corretas de deslocação e manuseamento de materiais, a probabilidade de ocorrerem acidentes é significativamente menor.

A ergonomia no trabalho acrescenta diversos benefícios à vida dos Colaboradores e à própria empresa. Hoje em dia são cada vez mais as empresas preocupadas com a saúde dos seus trabalhadores, que implementam a ergonomia nas suas organizações.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é ergonomia-no-trabalho-04.jpg

Conheça os benefícios da ergonomia no trabalho:

– Previne doenças ocupacionais
– Reduz o risco de acidentes no trabalho
– Melhora a produtividade
– Aumenta a satisfação dos trabalhadores
– Une Colaboradores que pratiquem ginástica laboral em conjunto
– Potencia um ambiente leve e positivo
– Incrementa a saúde mental
– Melhora a qualidade de vida
– Melhora a aparência física
– Corrige a posição da coluna vertebral
– Diminui a tensão e dores nas costas e pescoço
– Fortalece a saúde e impulsiona o bem-estar

Quando a ergonomia no trabalho não é devidamente aplicada as consequências podem ser altamente prejudiciais à saúde.

Consequências da falta de ergonomia no trabalho:

– Dores nas costas e pescoço
– Cefaleia
– Fadiga
– Problemas de visão
– Lesão por Esforço Repetitivo – como digitar num computador, por exemplo.
– Tendinites
– Stress
– Ansiedade
– Falta de energia
– Má postura

Certamente já sentiu algum destes sintomas de desconforto, ao longo de um dia de trabalho. A ergonomia é apresentada como solução para ajudar a combater estes problemas. Para prevenir estas lesões e consequências no nosso organismo, a aplicação da ergonomia no trabalho é crucial e indispensável.

Mas…

Como aplicar a ergonomia no local de trabalho?

Existe um conjunto de técnicas e estratégias a adotar que permitem aumentar o conforto e ter uma postura ergonómica no trabalho:

1. Definir um local de trabalho confortável e ergonómico

Se costuma trabalhar no sofá ou na cama, aconselhamos a abandonar esse hábito. Uma secretária com espaço para o seu computador e materiais e uma cadeira confortável são a base da ergonomia do trabalho. De preferência escolha uma cadeira ajustável, que se adapte à sua estrutura.

2. A decoração também é importante

Se ainda não conhece o conceito de minimalismo é o momento ideal para começar a adotar este estilo. Pautado pela leveza e simplicidade, uma decoração minimalista vai tornar o seu espaço harmonioso e com poucas distrações ou impedimentos ao seu movimento. Ter por perto apenas o essencial é muito importante para evitar posições desconfortáveis. Ao contrário das sensações transmitidas por um ambiente escuro e pesado, um ambiente leve e limpo vai diminuir a probabilidade de se desconcentrar e elimina a sensação de tensão e desconforto.

3. Ter atenção à posição dos equipamentos

A posição do monitor tem um grande impacto na saúde da sua visão e coluna. O monitor deve estar posicionado ao nível dos olhos, entre 40 a 75cm dos olhos.  Assim estará também a prevenir a sensação de “vista cansada”. Em certos casos pode ser aconselhado o uso de óculos com lentes que protejam contra a luz dos monitores.

4. Iluminar o espaço

Uma área de trabalho bem iluminada não só aumenta a boa disposição, como contribui para o cuidado da sua visão. Opte pela luz natural, sem que esta incida diretamente no monitor. A posição ideal é ter a mesa perpendicular à janela. Candeeiros e iluminação artificial também são essenciais. Recomenda-se a utilização de luz branca e fria, uma vez que estimula a concentração.

5. Ventilar e arejar o espaço

Devido ao elevado tempo passado entre quatro paredes é importante abrir a janela, de vez em quando, para renovar o ar. Um espaço bem ventilado contribui para uma sensação de conforto e potencia a energia para o trabalho. Escolher tons neutros e claros para paredes e mobília também ajuda a dar uma maior sensação de leveza. Deve manter a temperatura do seu espaço de trabalho entre os 20ºC e 22ºC. Se for necessário, pode optar por ventilação artificial.

6. Correção da postura

Uma boa postura no trabalho contribui não só para a saúde e bem-estar, mas também para o modo como encara o trabalho que tem pela frente. A posição do corpo deve basear-se numa postura correta dos joelhos, quadris, cotovelos, pescoço e coluna. Os joelhos, quadris e cotovelos devem formar um ângulo de 90º, aproximadamente. Os pés, antebraços e coluna devem estar bem apoiados, para que as restantes partes do corpo fiquem alinhadas corretamente e sem esforço. Relaxe os ombros, sente-se confortavelmente e de forma correta e está pronto para começar a trabalhar de forma produtiva e segura para a sua postura.

7. A importância das pausas

Pausas regulares ao longo do dia permitem a circulação do sangue e a ativação dos músculos. É aconselhável fazer pequenas pausas ao longo do dia, de curta duração. Nessas pausas pode aproveitar para se exercitar, fazer alongamentos ou deslocar-se até outra divisão. Aproveite, ainda, para descansar a visão, evitando aparelhos eletrónicos durante as pausas. Para facilitar a implementação de pausas pode colocar alarmes no smartphone ou elaborar um cronograma.

8. Músculos fortes, postura segura

O segredo para uma postura exemplar está escondido no fortalecimento dos músculos. Exercícios que fortaleçam os músculos das costas e abdominais, bem como alongamentos podem ter um impacto drástico na correção da postura e diminuição de dores corporais.

Ergonomia no Trabalho

Ergonomia no trabalho e ginástica laboral

Ao falar em ergonomia no trabalho é essencial falar de ginástica laboral. Não se trata de nada muito elaborado ou difícil de concretizar. Na verdade, ginástica laboral consiste num conjunto de exercícios, que podem ser feitos antes, durante ou após um dia de trabalho, de forma simples e rápida. Para além de estimular a saúde e uma postura correta, aumenta a produtividade e a energia no trabalho. Eis alguns exercícios de ginástica laboral que pode começar já a praticar:

– Alongamentos da coluna

Esticar os dois braços em direção ao céu e entrelaçar os dedos. Aguentar esta posição durante 30 segundo. Repetir o mesmo movimento com os braços a apontar para a frente e para trás. Pode, ainda, repetir o exercício ao rodar o corpo para ambos os lados e mantendo a posição durante alguns segundos.

– Rotações de pulsos, ombros e tornozelos

Fazer rotações das articulações: ombros, pulsos e tornozelos. Ao fazer este exercício respire de forma controlada e calma. Pode praticar este exercício várias vezes ao longo do dia, alternando entre zonas.

– Alongamento de pernas

Pode fazer este exercício sem sair da sua cadeira. Basta manter as costas retas e elevar os pés, até que as pernas fiquem paralelas ao chão. Aguente as pernas nessa posição durante alguns segundos e repita o exercício ao longo do dia.

– Alongamentos do pescoço

O pescoço é uma área sensível e merece especial atenção. Rode o pescoço com clama, sem esforço, de um lado para o outro. Incline a cabeça, gentilmente, para a frente e para trás e repita estes movimentos durante o dia.

– Abdominais

Não, não precisa de sair da cadeira para praticar abdominais. Só é preciso manter as costas direitas, elevar os joelhos e aguentar nessa posição até sentir tensão nos músculos abdominais. Uma estrutura abdominal resistente é responsável por uma postura correta e saudável.

– Caminhar

Levante-se frequentemente ao longo do dia e dirija-se a outra divisão da casa. Se possível dê um passeio de, aproximadamente, 30 minutos junto ao local de residência. Pode aproveitar horas de almoço ou longas chamadas telefónicas para pôr as pernas a mexer. Para além de aliviar a tensão, permite a circulação do sangue e oxigenação do corpo e da mente.

Apesar da importância de aplicar a ergonomia no local de trabalho e dos benefícios que acarreta, está comprovado que quando trabalhamos a partir de casa é fácil trabalhar mais do que o habitual, perdendo a noção do tempo. Por isso, a ergonomia no trabalho em casa e no escritório é fundamental para não esquecer de respeitar o corpo e a mente, fazer pausas regulares e manter uma postura correta ao longo do dia. Garantimos que ao aplicar ergonomia no trabalho se vai sentir mais leve, com mais clareza mental e estimular um corpo ativo e com energia.

Se depois de ler este artigo ainda não fez uma pausa hoje, convidamo-lo a fazê-lo agora e aplicar os seus conhecimentos sobre ergonomia no trabalho.

Consulte também as nossas dicas como organizar o escritório em casa!