logo gsc

Blog Caetano

Como é estagiar durante a pandemia?

pandemia transformou o mundo do trabalho e, consecutivamente, o mundo dos estágios. Estagiar durante a pandemia pode parecer assustador. Mas empresas e estagiários deram a volta à situação e encararam os estágios de forma diferente – e, ainda assim, inesquecível. Com as capacidades de resiliência e adaptabilidade, não há pandemia que nos pare.  

Parece que o teletrabalho veio para ficar. Por isso, basta um computador, com acesso à internet, para a magia acontecer. Estagiar em casa tem prós e contras. Mas é uma experiência enriquecedora, com muito para ensinar. Seja em estágio curricular, profissional ou estágio de verão, esta é uma nova forma de estagiar, que provou ser bastante viável para a maioria das Pessoas.  

Estagiar durante a pandemia: Prós e contras 

Digitalização do trabalho: 

Mais uma reunião, uma call imprevisível, um projeto novo, alguns e-mails e uma conversa para descontrair em equipa. O trabalho não para e as empresas estão mais dinâmicas que nunca. Apesar da distância, há trabalho para fazer e muito para aprender. 

As reuniões online vão passaram a ser o “prato do dia”. Na Salvador Caetano utilizamos o Teams – uma plataforma que nos permite estar sempre em contacto, agendar reuniões, perceber como estão as agendas das outras Pessoas e muito mais. É uma ferramenta essencial, que nos permite estar sempre a par do acontecimento e que nos aproxima ao máximo do ambiente de escritório. Quanto aos recursos e equipamento, não se preocupe. Na Salvador Caetano disponibilizamos tudo o que precisa para uma experiência confortável e de qualidade, para estarmos todos ligados.  

Interação com a equipa: 

Estar em casa é sinónimo de estar sozinho? A resposta é não. Apesar de, por vezes, poder ser um pouco solitário, uma vez que uma parte do trabalho é realizada de forma autónoma, o estagiário vai ter o apoio da equipa e de um responsável. Durante o todo o processo, o estagiário é orientado e vão-lhe ser indicadas tarefas e objetivos a cumprir. Estas tarefas têm como objetivo construir uma experiência de estágio rica e completa, com a capacidade de desenvolver competências. Para monitorizar todas as tarefas, esclarecer dúvidas e manter o contacto com a equipa vai poder contar com reuniões periódicas.  

Prepare-se para um estágio à distância, o que não significa que seja um estágio onde se sinta isolado. Muito pelo contrário. As empresas reforçaram o contacto online, através de plataformas e meios para gerar interação, reunir e estarem sempre a par uns dos outros. Embora não esteja no ambiente de escritório, com os colegas de trabalho à volta, qualquer dúvida ou questão que possa surgir está à distância de uma mensagem. 

Estagiar durante a pandemia

Foco e concentração: 

A grande vantagem do teletrabalho é o aumento do foco e concentração, uma vez que está no conforto de sua casasem distrações ou colegas a interromper a sua linha de raciocínio – o que permite aumentar a produtividade. Além disso, é possível organizar facilmente conversas por tópicos e estruturar a organização da empresa de forma simplificada e visualmente apelativa. No geral, os Colaboradores ficaram fãs do teletrabalho, pelo aumento significativo da produtividade e maior rentabilidade do trabalho.  

Liberdade e responsabilidade: 

Estagiar durante a pandemia aumentou a liberdade, no entanto, com mais liberdade aumenta a responsabilidade. É importante fazer uma gestão correta do tempo e cumprir os prazos impostos. Hoje em dia a independência e o trabalho autónomo são fortemente valorizados. Mas não se preocupe, terá sempre alguém responsável com quem pode contar e que vai acompanhar todo o seu percurso. 

Redução de custos e tempo: 

Outra das principais vantagens é a diminuição de deslocações até à empresa, o que permite poupar tempo e dinheiro. Ao trabalhar a partir de casa não precisa de perder tempo em filas de trânsito ou transportes públicos. Isso vai permitir poupar tempo que pode ser investido noutras tarefas que lhe tragam prazer. Até o ambiente agradece esta mudança de hábitos.  

É bastante provável que a sua qualidade de vida melhore substancialmente. Afinal, não só terá mais tempo livre, como maior flexibilidade e conforto. O importante é que exista um equilíbrio entre o trabalho e o descanso. 

Empresas diferentes, experiências diferentes: 

Lembre-se que todas as empresas são diferentes. Por isso, as experiências de estágio em pandemia vão divergir de empresa para empresa. Na Salvador Caetano garantimos que o seu estágio não será cancelado devido à pandemia e que tudo vai decorrer tranquilamente. Não temos período de candidatura, o que significa que se pode candidatar quando quiser. O teletrabalho é uma oportunidade para nos adaptarmos ao futuro do mundo empresarial e desenvolvermos novas competências.   

Estagiar durante a pandemia

O que precisa de saber para estagiar em casa, na Salvador Caetano

E porque não queremos que restem dúvidas, falamos com a nossa equipa de Recrutamento para esclarecer algumas dúvidas frequentes sobre o estagiar durante a pandemia: 

1- O Processo de Recrutamento é digital, através da plataforma EasyRecrue e reuniões com a equipa de recrutamento. Descubra todo no nosso artigo sobre entrevistas online.  

2- Utilizamos a plataforma Teams para comunicar e trabalhar ao longo do dia e, também, para marcar reuniões. 

3- No Teams, todas as equipas têm uma divisão por tópicos e projetos em várias conversas. Há a possibilidade de organizar ficheiros e partilhar informações de forma prática. No início pode parecer confuso, mas no final de uma semana já tratará esta plataforma por “Tu”.

4- O Teams permite, ainda, visualizar todas as reuniões semanais através de um calendário, o que facilita a organização e planeamento.

5- Algumas reuniões podem ser feitas através de outras plataformas como o Zoom

6- Temos o “Kaizen”- uma filosofia de melhoria contínua, que inclui reuniões semanais onde são partilhadas as tarefas de cada Colaborador. O objetivo é perceber e acompanhar o trabalho de cada equipaestimular a comunicação entre todos e aproximar os Colaboradores. É ainda incentivada a prática de ergonomia no trabalho e dinâmicas para “quebrar o gelo” e relaxar, no início e no fim da semana de trabalho. 

7- As equipas comunicam entre si através da plataforma Teams e do e-mail, no Outlook

8- Por vezes, há encontros e reuniões presenciais, na empresa, sempre com toda a segurança.

9- Quando possível, os horários são flexíveis, bem como as horas de almoço.

10- Todos os Colaboradores estão à distância de uma chamada ou mensagem. A equipa de recrutamento e a sua equipa estão constantemente disponíveis para esclarecer qualquer dúvida e acompanhar o seu percurso.  

Seja online ou presencialmente, um estágio é sempre uma etapa de construção de uma carreira de sucesso e um passo em frente para o seu futuro. Encare uma oportunidade de estágio online como um meio para aprender sobre gestão de tempo, organização e muita autodisciplina, para além das aprendizagens inerentes à sua área de estudo.  

Pronto para uma experiência de estágio inesquecível, no conforto do seu lar? Candidate-se já a um dos nossos estágios. 

Ainda não está convencido? Deixamos alguns testemunhos dos nossos estágios durante a pandemia e da experiência dos nossos jovens talentos.

“O estágio é uma parte fundamental da minha formação enquanto profissional e foi desafiante perceber como iriam funcionar as coisas dentro da dinâmica do trabalho, estando em casa. De qualquer forma, não senti que a minha formação tenha sido de qualquer forma afetada.”

Francisca Ferreira, estágio na Caetano Retail

“Estagiar já é, por si só, um desafio e um momento de descoberta, adaptação e aprendizagem. Mas, estagiar durante uma pandemia é um daqueles desafios que eu nunca pensei experienciar. Mal sabia eu que seria uma das experiências mais surpreendentes que tive. Basta um computador com acesso à internet para estarmos ligados ao nosso mundo de trabalho. Se isso não é incrível, então não sei. Sou fã de tudo o que é pratico e nos permite agilizar processos e tornar o trabalho mais produtivo. Mas a empresa que me acolheu neste estágio curricular, também contribuiu para que isso acontecesse, facultando o material necessário e todo o apoio que necessitava. Não estou sozinha, porque há uma equipa fantástica e trabalhadora do outro lado do ecrã a quem posso ligar, com quem posso contar e que me ajuda em tudo o que eu precisar. Acredito que tive muita sorte na minha experiência de estágio curricular. Permitiu-me trabalhar em minha casa, criar a minha rotina, organizar o trabalho como gosto e ter tempo para tudo. Permitiu-me estar a trabalhar para uma empresa que fica a 120km de distância do local onde moro e, mesmo assim, sentir-me parte da equipa. Permitiu-me conhecer pessoas novas, diferentes, com as quais aprendi e cresci. Permitiu-me perceber que sou capaz de muito mais daquilo que penso e que nem uma pandemia me pode parar.   Estagiar em pandemia é estar e não estar na nossa zona de conforto ao mesmo tempo. É fazer do mundo o nosso escritório, é um voto de confiança da empresa que nos recebe, é ter a responsabilidade para ser livre. Estagiar durante a pandemia é encarar o futuro do trabalho com garra. Estagiar durante a pandemia é ouvir “Que pena… Não tens a experiência completa”, mas ter a certeza que não podia sair mais completa desta aprendizagem. Estagiar durante a pandemia na Salvador Caetano é estar sempre em movimento, mesmo sem sair de casa.”

Salomé Santos, estágio na Toyota Caetano Portugal

“Se alguma vez alguém me dissesse que eu ia entrar numa empresa e ter que responder a clientes, trabalhar com colegas, faturar, comunicar com o armazém e realizar encomendas 100% à distancia, eu diria que estavam a delirar. Mas é uma questão de sabermos viver com as coisas menos boas e aproveitar as vantagens das melhores, para conseguirmos ser produtivos e trabalhar da melhor forma possível. Posso dizer que a principal vantagem que vejo é a facilidade em conciliar as atividades profissionais com as atividades familiares e pessoais, o que acaba por se refletir uma melhor qualidade de vida. Além disso, conseguimos poupar tempo e dinheiro em viagens – principalmente se fazemos viagens longas.”

Vitória Torres, estágio na CaetanoBus

“Praticamente desde sempre se convencionou que trabalhar “só na empresa”, o que me fez encarar esta experiência com especial curiosidade. Certo é que com os processos adotados na Salvador Caetano percebi que trabalhar, afinal, pode ser a partir de qualquer lugar. Estagiar a partir de casa tem sido uma descoberta de que estou a gostar bastante. Ao contrário do que pensava, consigo ser mais produtivo a partir da sala cá de casa do que da mesa do escritório, e o facto de estar no conforto de casa faz-me sentir mais tranquilo e motivado durante a semana. O stress de tomar o pequeno-almoço a correr para me fazer à estrada a caminho da empresa, o transito em dias de chuva, ou aquela hora de sono a menos, não chegaram a entrar na rotina matinal. Isto faz-me sentir naturalmente mais predisposto para as funções ao longo do dia. A integração deu-se rapidamente e aqueles problemas iniciais causados por uma internet mais deficiente que afetava as reuniões, depressa foram substituídos por um “espera um pouco! Vou mudar de sítio”. Tudo se passou a resolver.”

Bruno Santos, estágio na Toyota Caetano Portugal

“Sinto que o facto de estar a trabalhar em casa me permite poupar tempo em viagens que posso assim dedicar aos estudos que ainda estou a finalizar. Além disso, o mesmo se aplica à poupança de custos, sendo eu de Castelo de Paiva esta conjuntura permite-me ter menos gastos relativos a deslocações e/ou alojamento. Embora se possa também sentir um pouco a falta de atividades ou trabalho em equipa, no meu caso não acho que isso esteja a ser um problema devido à boa articulação que temos na equipa estando em permanente contacto e existindo disponibilidade entre todos.”

André Moura, estágio na Rigor

“Iniciar funções durante a pandemia, para mim não foi desafiante uma vez que a equipa onde me integrei sempre foi prestável e presente. Recebi acompanhamento contínuo nas primeiras semanas até que conseguisse “andar” sozinho.  Também como estagiários temos de nos adaptar à situação que nos encontramos. Ser ainda mais ativos num momento em que a inércia predomina e a informação é mais lenta devido à comunicação departamental online.”

Rui Peixoto, estágio na CaetanoBus